Terapia de luz vermelha para artrite

Terapia de luz vermelha para artrite

Estudos mostram que cerca de 54 milhões de americanos experimentam perda de mobilidade e dor por causa da artrite. Pode ser debilitante sofrer da doença. À medida que as pessoas envelhecem, o risco de desenvolver artrite só aumenta. Se você ou seu ente querido tem artrite, é crucial encontrar uma solução eficaz. Existem muitos estudos que revelam que terapia de luz vermelha pode ser usada para tratar artrite, a terapia de luz vermelha para artrite é um dos métodos eficazes. Este post analisa de perto o poder de terapia de luz vermelha para ajudar a aliviar a dor.
Terapia de luz vermelha para artrite
Terapia de luz vermelha para artrite

A terapia de luz vermelha é boa para artrite

A terapia da luz vermelha tornou-se o tratamento ideal para aqueles que sofrem de artrite nos últimos tempos. Ele usa um espectro de luz visível que ajuda a fornecer mudanças benéficas para a atividade celular. A melhor coisa sobre a terapia da luz vermelha é o fato de ser completamente segura e suave. Ele ainda oferece benefícios terapêuticos sem ter que lidar com os efeitos colaterais da exposição ao sol. O comprimento de onda terapêutico mais eficaz para reduzir a inflamação e a dor causada pela artrite varia de 600 nm a 850 nm. O procedimento estimula a produção de energia celular e oferece muitos benefícios. Seus efeitos curativos foram bem documentados. Quando a luz vermelha penetra na pele, você sentirá um calor suave que é bastante calmante. No entanto, os benefícios reais estão no nível celular. À medida que a luz é absorvida pelo tecido, estimula uma reação em cadeia positiva que reduz a inflamação e restaura o funcionamento adequado das articulações.

Estimula a produção de energia mitocondrial

Uma das maneiras pelas quais a terapia de luz vermelha ajuda os pacientes com artrite é estimulando a produção de energia mitocondrial. As mitocôndrias são pequenos centros de energia em cada célula. São as baterias que alimentam cada célula. As mitocôndrias são responsáveis ​​por fornecer combustível para todos os processos celulares. Eles tendem a ser sensíveis à luz. De fato, a estimulação das mitocôndrias é bastante semelhante à fotossíntese. Os fótons vermelhos entram nas células e estimulam a produção de ATP (Adenosina Trifosfato), que é uma molécula de alta energia. À medida que mais energia celular é produzida, ajuda a melhorar o desempenho. Assim, você acabará se sentindo cheio de energia. No pico do funcionamento celular, você pode esperar um sistema imunológico forte, saúde geral melhorada, longevidade, aumento da energia física e inflamação reduzida. A inflamação aguda faz parte da nossa cura. No entanto, a inflamação crônica impede a cura adequada e causa distúrbios autoimunes, como a artrite reumatóide. Para promover a cura, é necessário reduzir a inflamação crônica. A inflamação é reduzida por uma luz vermelha, pois estimula a regeneração e o reparo celular. Quanto à luz NIR, ela é absorvida pelo corpo e ajuda a reduzir a inflamação nos joelhos e nas articulações.

Aumento da produção de colágeno

Outra grande coisa que a terapia da luz vermelha faz é que ajuda aumentar a produção de colágeno. O colágeno é uma proteína essencial que dá a aparência da pele. É também um componente crítico para o tecido conjuntivo e os músculos. O tecido conjuntivo ajuda a conectar os ossos e oferece uma superfície lubrificada que garante que as articulações possam dobrar facilmente. Além disso, ainda amortece as articulações para que possam suportar o peso do seu corpo sem causar danos aos seus ossos. Ao aumentar a produção de colágeno, a cartilagem é curada. Pesquisas mostram que a terapia com luz vermelha faz um trabalho incrível no aumento da espessura da cartilagem, reduzindo a dor da osteoartrite e a regeneração. Verificou-se também que a terapia de luz vermelha pode tratar lágrimas em nosso menisco, localizado nas articulações do joelho.

Aumenta o fluxo sanguíneo

Em seguida, a terapia de luz vermelha ajuda a aumentar o fluxo sanguíneo, o que garante que oxigênio e nutrientes sejam levados à região afetada. Permite a remoção de resíduos, o que contribui para a inflamação. Além disso, a terapia com luz vermelha também é responsável por estimular a formação de capilares. É claro que a luz vermelha tem um efeito curativo no corpo. O calor calmante penetra no nível celular que estimula as reações fotoquímicas nas células. Isso cria uma reação em cadeia positiva no funcionamento do corpo.

Terapia de luz vermelha para osteoartrite

Existem muitos estudos que destacam a eficácia de terapia de luz vermelha para o tratamento da osteoartrite.
  • Osteoartrite Dor no Joelho: A dor no joelho afeta nossa qualidade de vida e nos impede de realizar atividades normais. Isso faz com que tenhamos que sentar e torna-se extremamente difícil ficar de pé. A osteoartrite afeta jovens e idosos. Através da terapia de luz vermelha, é possível diminuir a dor e reduzir a duração do tratamento. Dentro de apenas uma semana após receber o tratamento, os pacientes se beneficiam de uma redução considerável da dor e melhora da mobilidade articular. Além disso, a luz vermelha também diminui a dor crônica no joelho.
  • Osteoartrite Dor no Dedo e no Pulso: Dor, deformidade, inchaço e perda de função nos pulsos e dedos podem ser incapacitantes. Isso afetaria sua qualidade de vida significativamente. Estudos mostram que a terapia da luz vermelha tem a capacidade de aliviar os sintomas ao longo do tempo.
  • Osteoartrite Dor nas costas, ombro, mandíbula e pescoço: A osteoartrite afeta até as vértebras das costas e o pescoço. Existem algumas pessoas que ainda sofrem de artrite na mandíbula. É por isso que é importante experimentar a terapia da luz vermelha, pois pode ajudar a reduzir a dor.

Terapia de luz vermelha para artrite do quadril

Todas as formas de artrite do quadril podem danificar permanentemente a articulação do quadril. Embora a osteoartrite seja mais comum em pessoas mais velhas, existem formas de artrite que afetam pessoas mais jovens. Felizmente, há coisas que podem ser feitas para ajudar a minimizar o efeito da artrite, e estamos felizes em usar a terapia da luz vermelha para a artrite do quadril.
Terapia de luz vermelha para artrite do quadril
Terapia de luz vermelha para artrite do quadril

Terapia de luz vermelha para artrite reumatóide

A terapia de luz vermelha também pode tratar a artrite reumatóide. Embora a AR possa ser complexa, pois abordar sua causa raiz pode ser difícil, o tratamento pode ser benéfico. Estudos mostram que a terapia com luz vermelha melhora a resposta inflamatória e reduz consideravelmente a dor da AR. Os pacientes tendem a se beneficiar de um aumento na flexibilidade e uma diminuição da rigidez matinal.

Trate a artrite em casa usando dispositivos de terapia de luz vermelha

Agora que você sabe sobre a capacidade da terapia de luz vermelha para tratar a dor e a inflamação da artrite, é hora de considerar o uso de um dispositivo de luz vermelha para tratar a si mesmo. Certifique-se de comprar um dispositivo de uma marca respeitável, como RedDot LED, para obter os melhores resultados, garantindo que você siga exercícios específicos. Um dispositivo de qualidade fornecerá a melhor saída de luz e garantirá que seu corpo a absorva para um tratamento rápido. Ao combinar as luzes vermelha e NIR, você pode garantir resultados terapêuticos máximos.